Project Description

Mahasana?
É uma técnica dinâmica do Yoga para problemas relacionados a hormônios sexuais. Sintomas como TPM, cólicas menstruais, impotência masculina etc…
Não deve ser praticada durante o período menstrual, nem na gravidez, à noite ou quando está com dor de cabeça.
Mais informações com a gente!

 

Contra indicações: Não pode ser praticada de modo algum por crianças ainda não púberes, gestantes, no período menstrual, hipertensos, cardiopatas, e obesos. É contra indicada para doentes pulmonares, após as refeições, ou se tem dores de cabeça.

Benefícios: Mahasana merece seu nome mais do que qualquer outra Àsana, pelos efeitos surpreendentes que pode produzir, sendo que sua ação se dirige exclusivamente para os órgãos reprodutivos – tanto feminino quanto masculino – conservando-os sadios, equilibrados em suas funções e durante mais tempo ativo do que habitualmente.

Efeitos femininos: Combate eficientemente todas as sequências da vida agitada e perniciosa para a mulher, que recebe os impactos, sobretudo no seu ponto mais fraco: o organismo reprodutor, desequilibrando as suas funções e produzindo doenças de toda espécie. Evita e suprime as cólicas menstruais, e demais incômodos como amenorreia, dismenorreia e leucorreia, enxaquecas mentruais e nervosas. Eliminou, em muitos casos de esterilidade, as suas causas. Evita e combate a frigidez (indiferença sexual), previne a desvitalização, a menopausa precoce e as suas consequências assim como eventuais quedas dos órgãos e deslocação uterina.

 

Efeitos masculinos: Revitalização e recuperação funcional do organismo, eliminação da impotência, prolongamento da capacidade reprodutora. Massagem sobre a glândula prostática, evitando o seu crescimento ou inflamação, e casos concretos de recuperação funcional perfeita de glândulas prostáticas inflamadas.

Técnica: Coloque-se de joelhos, com eles alinhados na largura do quadril, corpo ereto. As mãos fechadas em punho, sem apertar, e colocadas atrás das orelhas. Inspire fundo, bem fundo, e retenha. Siga os passos:

Primeiro tempo: Não permitindo que o ar escape, flexione o corpo para um lado tocando o cotovelo perto do joelho, no tapete ou superfície no qual se encontra.

Segundo tempo: Volte passando pela mesma posição de partida em movimento redondo, sem parar, toque o outro cotovelo no tapete, próximo ao joelho.

Terceiro tempo: Assim que chegou com o cotovelo na lateral, já volte, erga o corpo e flexione-se para trás (cuidado para não deixar o corpo solto, prejudicando as vértebras)

Quarto tempo: Volte a endireitas o corpo e leve-o, sem interromper, numa flexão para frente, como se quisesse tocar a cabeça no chão.

 

Imediatamente, inicie uma nova série “em cruz”, erguendo o corpo e dobrando-se levando o cotovelo na lateral.

 

FAÇA TANTAS SÉRIES DE FLEXÕES QUANTAS PUDER SUPORTAR SEM SOLTAR O AR DOS PULMÕES: solte o ar e descanse alguns minutos, antes de iniciar mais uma série.

Atenção: para melhorar a execução, para evitar mais cansaço do que o normal e para render mais movimentos com os pulmões cheios, convém habituar-se a não fazer paradas em momento algum, durante o trajeto do corpo.

Como praticar: é importante que sejam observadas as seguintes regras para este exercício, já que, quando praticado excessivamente, pode trazer efeitos negativos, ou quando praticado pouco demais, pode não proporcionar resultado algum.

 

Prática feminina: para prevenir, basta praticar diariamente, duas ou três séries de movimentos, isto é, duas ou três vezes durante o tempo que suportar com os pulmões cheios.

Havendo mais que quatro dias de menstruação por mês – indício de regularidade – convém aumentar as séries diárias, observando as seguintes regras:

– Com cinco ou seis dias de menstruação por mês, fazer de três a quatro séries por dia;

– Com sete ou oito dias de menstruação, fazer de quatro a cinco séries por dia;

– Com nove ou mais dias fazer de cinco ou seis séries diárias, não ultrapassando seis séries;

– Não praticar Mahasana um dia antes e um dia após a menstruação.

– Evitar o cansaço excessivo, dividindo as séries de Mahasana ao longo do dia, em grupos de duas no máximo. Exemplo: cinco séries de Mahasana, executando duas pela manhã e antes do desjejum, outra antes do almoço ou antes do lanche da tarde, e uma série a noite, antes do jantar.

 

Atenção! Mahasana é um tratamento extremamente forte que, usado excessivamente, pode produzir resultados negativos. As regras acima indicadas são uma média do que se pode fazer em caso de necessidade, diminuindo o número das séries se for preciso mas não aumentando-as sob nenhum pretexto. Observe as regras acima e procure um médico ginecologista se for o caso.

 

Prática masculina: são suficientes duas ou três séries de Mahasana diariamente para conservar ou recuperar a saúde orgânica.

 

Extraído de: Yoga em casa, Georg Kritikos Sarvananda.